sexta-feira, 13 de fevereiro de 2015

FILACTÉRIOS "TEFILIN"

Sacerdote Judeu

    CURIOSIDADE JUDAICA

Deuteronômio 11:13-21

“13 Se diligentemente obedecerdes a meus mandamentos que hoje vos ordeno, de amar o Senhor, vosso Deus, e de o servir de todo o vosso coração e de toda a vossa alma,14 darei as chuvas da vossa terra a seu tempo, as primeiras e as últimas, para que recolhais o vosso cereal, e o vosso vinho, e o vosso azeite. 15 Darei erva no vosso campo aos vossos gados, e comereis e vos fartareis. 16 Guardai-vos não suceda que o vosso coração se engane, e vos desvieis, e sirvais a outros deuses, e vos prostreis perante eles; 17 que a ira do Senhor se acenda contra vós outros, e feche ele os céus, e não haja chuva, e a terra não dê a sua messe, e cedo sejais eliminados da boa terra que o Senhor vos dá. 18 Ponde, pois, estas minhas palavras no vosso coração e na vossa alma; atai-as por sinal na vossa mão, para que estejam por frontal entre os olhos.19 Ensinai-as a vossos filhos, falando delas assentados em vossa casa, e andando pelo caminho, e deitando-vos, e levantando-vos. 20 Escrevei-as nos umbrais de vossa casa e nas vossas portas, 21 para que se multipliquem os vossos dias e os dias de vossos filhos na terra que o Senhor, sob juramento, prometeu dar a vossos pais, e sejam tão numerosos como os dias do céu acima da terra.”


Em suma, os quatro parágrafos da Torá que se encontram nos pergaminhos dentro dos tefilin transmitem as seguintes mensagens:

*Shemá Israel - Proclama a unidade divina, base fundamental da fé judaica: descreve a ordem divina de colocar os Tefilin sobre a mão e sobre a cabeça. 

*Vehayá Im Shamoa - Expressa a promessa de Deus, sobre a recompensa esperada pela observância dos preceitos da Torá, e o aviso da retribuição pela desobediência aos mesmos. 

*Cadêsh Li - O dever de Israel sempre relembrar a redenção da escravidão no Egito. 

*Vehayá Ki Yeviachá - Recorda o dever que cada pai judeu tem de ensinar a seus filhos todos estes temas.

A prática de se colocar tefilin é um ritual criterioso, cheio de leis, normas e simbolismos com significados místicos típicos do judaísmo, onde o homem judeu religioso o faz com muita devoção, reverência e sentimento de identificação com as tradições e os valores judaicos.

Os tefilin são colocados no braço e sobre a cabeça a partir do momento em que o menino completa 13 anos de idade, seu bar-mitsvá significando que deve viver conforme as leis e costumes de Israel. É costume iniciá-lo na prática de colocar os tefilin algumas semanas antes da data exata de seu aniversário. Pelo costume Chabad inicia-se a colocação dos tefilin exatamente dois meses antes do 13º aniversário (de acordo com o calendário hebraico). Depois de praticar um mês sem pronunciar a bênção, começa-se a recitá-la.

Postar um comentário